domingo, 31 de Agosto de 2008

Hominídeo com 7 milhões de anos


CHICAGO (AFP)- Caçadores de fósseis franceses conseguiram definir a idade dos Toumai, que remarca para o humano mais antigo alguma vez descoberto, entre 6.8 e 7.2 milhões de anos.

O fóssil foi descoberto no deserto de Chadian em 2001 e desenrolou-se um intenso debate sobre se o crânio quase completo, pedaços de ossos da mandíbula e dentes pertenciam ou não a um dos nossos ancestrais.

Críticos disseram que o Crânio do Toumai era demasiado achatado para pertencer a um hominídeo – que não têm a capacidade cerebral que dá primazia aos seres humanos – e o tamanho pequeno indica uma criatura com não mais de 120 centímetros de altura, cerca do tamanho de um chimpanzé quando anda.

Resumindo, eles disseram que, o Toumai não deveria ter sido baptizado pelo investigador francês Michel Brunet como hominídeo honorífico, Sahelanthropus tchadensis – quando apenas era um vulgar macaco.

Os que suportam que o Toumai era uma hominídeo dizem que, usando reconstruções 3D por computador consegue-se visualizar diferenças claras entre a estrutura do crânio do Toumai, gorilas e chimpanzés e indica que o Toumai conseguia deslocar-se em dois pés, algo que os primatas mais próximos não conseguem fazer.

Se o Toumai for realmente um humano, isto significa que a história da evolução separa-se entre os grandes primatas e os humanos, ocorrendo mais cedo do que se pensa actualmente.

E definir esta idade é a chave para redesenhar o mapa da evolução.

Brunet escreveu num estudo que foi publicado na edição de Março da Proceedings of the National Academy of Sciences. “Os dados radiocronológicos relativos ao Sahelanthropus tchadensis … é uma importante pedra para estabelecer as primeiras fases da evolução dos hominídeos e para novas calibrações dos relógios moleculares,”

“Assim, o Sahelanthropus tchadensis testemunha que a última divergência entre os chimpanzés e os seres humanos não é, certamente, muito mais recente do que à 8 milhões de anos.”

Provavelmente o Toumai viveu “muito próximo do tempo que surgiu esta divergência, contrária à improvável - explicação provocativa – que recentemente sugere uma possível hibridação na linhagem humanos-chimpanzés inferior a 6,3 milhões de anos.”

Se os Toumai – o nome significa “esperança de vida” no idioma local Goran – for aceite como ser humano, as implicações são grandes.

Os fósseis foram encontrados a oeste do Great Rift Valley. Se este ainda é visto como o lar do início da humanidade, implica que o início dos hominídeos começou muito mais cedo do que se pensava anteriormente. Esta descoberta também implica que os hominídeos evoluíram rapidamente a partir dos macacos após eles se separarem de um ancestral comum primata.

Os hominídeos são considerados os precursores dos anatomicamente modernos humanos, que entraram em cena há cerca de 200.000 anos atrás.

Ainda não é clara, porém, é exactamente a linha de genealogia destas pequenas criaturas parecidas com os macacos, que aumentam o potencial da inteligência dos actuais Homo sapiens.
Publicada dia 27 de Fevereiro de 2008